segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Férias "tiro curto" !



Nunca tivemos oportunidade de folgar durante os dias de semana (exceto feriados), com isso, sempre idealizamos um período de férias acampando, mas nunca foi possível.
Longe de ser o que mentalizamos, um período de mais do que 2 semanas 100% num camping, neste último mês (outubro) conseguimos uma pequena dose desse descanso juntos.

Viajamos para Pomerode, cidade vizinha a Blumenau em Santa Catarina, depois fomos para região serrana do Rio de Janeiro na cidade de Petrópolis, de lá seguimos para Angra dos Reis e logo depois para Paraty. Tudo excelente !
Retornamos para São Paulo e no dia seguinte fomos para Itú/SP, finalmente acampar. Mesmo que por apenas 3 dias; Já que na quinta-feira pré-feriado do dia 02/11 haviamos prometido ir para a casa de parentes em Rio Claro/SP.

O camping escolhido por nós foi o Chapéu de Sol (Estrutura, atendimento e higiene nota 10). Já haviamos acampado diversas vezes lá e sempre ocorreu tudo muito bem.
Meu pais (Danilo) foram juntos para passar o dia, retornariam no mesmo dia no final da tarde.

Ao chegarmos nos deparamos com a sempre costumeira receptividade dos funcionários da portaria. Nos atenderam prontamente e tiraram todas as dúvidas. Deixando livre para acertarmos a conta na entrada ou na saída, resolvemos já pagar as diárias ali mesmo.
Acho muito bacana campings que abrem a famosa conta no bar/lanchonete, lá no Chapéu de Sol é assim, quando fomos almoçar e moça do restaurante já ofereceu essa possibilidade. O que é bom para ambos os lados; Para os campistas, que não precisam se preocupar em ficar levando dinheiro para lá e para cá, e para o comércio em si, que, sem a famosa “botada de mão no bolso” acabam lucrando mais com o descontrole dos clientes.
Almoçamos lá, e durante os outros dias peguei cerveja, gelo e sorvetes sem me preocupar.
No fim, a conta saiu bem barata, ½ do que eu esperava deixa lá.

Para quem ainda não foi no Chapéu de Sol, eu recomendo sem medo de errar.
Hoje é o melhor camping dentre os que nós já conhecemos.

Lembro que esse é um estilo de camping que eu classifico como camping clube, ou seja, há diversas opções de lazer (piscinas, saunas, etc), e onde há essas modalidades é inevitável barulho e certa “muvuca”, porém nada impossível de suportar.

Os frequentadores são respeitosos, educados e sabem bem o horário de manerar nas zueiras, porém, de repente pode aparecer algum grupo desavisado.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Xô cara de...




Com absoluta certeza o principal item que 
você não pode esquecer de levar para um camping é o bom humor.

Curta o que há de bom em cada lugar, aproveite, deixe o que é cinza e chato para outra oportunidade e local; Um camping é destino de alegria, qualidade de vida, bom humor, curtição, papo furado e papo para o ar.
Se o frio, a chuva, o excesso de sol, eventuais perrengues, etc te aborrecem, escolha outra opção de hospedagem. Normalmente para quem está num camping, coisas desse tipo são motivos para risadas e histórias.

Havia tudo para dar certo, mas não deu. Camping Villagio Riviera


Foto: Dunas do Araçá (pertinho do camping)


Era um local plano, arborizado, com excelente denagem, sobra farta e uma praia pouco movimentada do outro lado da rua. Limpa, de areia branca e água cristalina.
Um pequeno quiosque com cerveja gelada, refrigerantes, capirinha etc.
Uma área tão tranquila que em certos pontos fica até a dúvida: “como um local como esses pode resistir a invesão que ocorre na faixa litorânea sul paulistana”.
Tranquilidade, beleza e excelente localização faziam do Camping Villagio Riviera (Ilha Comprida/SP) um local único e relativamente perto de São Paulo.

Pecava apenas pelo camping em si. Um verdadeiro descaso e abandono como já relatamos aqui.

Hoje não sabemos como está lá, talvez tenham encerrado as atividades ou então estão se arrastando para continuar sobrevivendo numa estrutura praticamente abandonada. Mas olhando a figura abaixo do google Street View nos bateu uma baita saudade daquele lugar.


Até quando campings maravilhosos sucumbirão por falta de apoio, fomento ou especulação imobiliária.

Essa galeria de camping bons que fecharam suas portas aumenta a cada dia; Pelas minhas sensações e leituras, atualmente para cada novo camping aproximadamente 10 fecham.




Veja o quão perto estão as Dunas do Araçá do Camping: