segunda-feira, 13 de abril de 2015

Acho que o meu site está bom como está !


Noto que ainda há muitos empreendimentos voltados ao campismo que não enxergam a internet como principal canalizador e “fidelizador” de clientes.
Em meus papos, pesquisas e observações concluo intuitivamente que cerca de 90% de tudo que o mercado do campismo movimenta passa em algum momento pela internet.
Seja em sites, blog, fóruns on-line, grupos em redes sociais, chats, etc, a informação que o pessoal que consome o campismo está na internet.
Hoje mais do que nunca há uma farta quantidade de informações, conteúdos e pessoas envolvidas virtualmente.
A cada nova tecnologia que surge para essa finalidade, logo de cara surge também uma participação campista.

Na outra ponta de toda essa vanguarda há, inexplicavelmente, gestores de alguns comércios estritamente voltados ao campismo que não dão a mínima para todo esse movimento.
Aqueles campings que possuem o mesmo site desde 2005, com fotos dos anos de 1970, 80, 90 ilustrando as dependências e estrutura.
Informações desatualizadas, com a área de preços como “consulte-nos”, com e-mail do Yahoo, Bol ou ZipMail, entre muitos outros “descasos” com a que é hoje a principal aliada de um negócio, a internet.

Mas talvez isso ocorre pelos custos envolvidos: Respondo, para manter um site no ar não vai gastar mais do que R$18,00/mês de hospedagem e R$ 30,00/ano de domínio, talvez mais um pouco para alguém desenvolver um site legal (dica: Faça permuta com algum campista), no mais, para completar, se envolva com o desenvolvimento do conteúdo caprichando nas fotos (pode ser com celular mesmo), atualizando semanalmente as informações do site, blog e redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter entre outros.

Em resumo, cuide bem da sua vitrine online. Caso contrário continuará sem entender porque muitos campings prosperam e o seu continua mais vazio a cada dia .

Ah! Quanto as fotos antigas que você tem do seu camping, não dispense-as jamais ! Crie um espaço no site exclusivo para isso, a turma toda vai adorar ver como era o camping décadas atrás.

2 comentários:

  1. Danilo... onde assino?

    Concordo com você.... Infelizmente não dá mais para negar, hoje a internet é a vitrine dos campings... E algumas de fato estão deixando a desejar...

    O que muitas vezes "salva" algum camping é a divulgação que todos nós campistas, que temos blogs, fazemos quando algum de nós resolve ir e acha legal!

    É gostoso quando um camping tem um site oficial, bem estruturado, ilustrado e que passa confiança... Eu também acho bacana!

    Parabéns... Bela visão empreendedora!

    Abraço

    Júlio

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela leitura Júlio.
    Não gosto de sites de campings que não atualizam seus conteúdos.
    Na boa, hoje basta pegar um celular, seguir filmando todas as dependências/áreas e publicá-lo no Youtube, ou seja, tudo 100% grátis, e nem isso o pessoal faz.
    Bom, algum dia essa turma vai acordar !

    Abração,

    ResponderExcluir