sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

A ou B


Camping Selvagem ou Camping Estruturado?

Nem precisa me responder; E na boa, pouco importa qual você gosta.
No nosso querido grupo Campiratas, entendemos por camping toda a forma de convívio e hospedagem ao ar livre, seja em barraca, motor home, trailer, carcamping, carreta barraca, selvagem, camping clube, camping estruturado, improvisado entre tantas outras formas de acampar.

Chega de polarizar debates. Fazer levante com bandeiras do tipo: Nós contra eles.
Toda essa onda de vermelho conta azul, esquerda ou direita, deus ou diabo, masculino ou feminino, vinho ou cerveja, montanha ou mar, religioso ou ateu, Globo ou Record, funk ou rock, Anitta ou AC/DC, Miami ou Osasco, ou, ou ou...

A nossa beleza sempre veio da pluralidade, mistura e coexistência.
Não façamos daqui o que já foi feito em muitos lugares por ai.

Não sejamos binários, onde as únicas respostas possíveis são: “Concordo” ou “discordo”, “sim” ou “não, “curto" ou "detesto”.
Permita-se refletir, aceitar, dar o braço a torcer, e responder: “talvez”, ou então, “você tem razão”.

Dividir é diminuir, e o “umbigocentrismo” não nos leva a lugar algum.
É como eu li outro dia: "Em tempos onde se discute por tudo, quem te faz sorrir vale o dobro".

Explore, conheça novos campings, converse, visite, acampe e descubra novas formas de ser feliz praticando o tão adorável campismo. Mas se não quiser fazer isso, tudo bem; Fique com o camping que você encontrou e adorou, ou então sem camping mesmo.
Não há uma regra para ser classificado como o melhor ou pior. Os requisitos dependem de cada praticante. O que para você não é legal, talvez para outro seja apaixonante exatamente como é.

Há quem goste de estruturas básicas(banheiros bons e um gramado legal já bastam), há os que adoram estruturas básicas combinadas com lazer (piscinas, toboáguas, saunas, salão de jogos, fliperamas, etc) e ainda os que preferem ficar sem estrutura alguma em meio a mata selvagem. Todas opções são válidas !
Agito ou paz, tranquilidade ou festas, monitoria para crianças ou liberdade para elas escolherem o que querem fazer, contato com natureza ou platôs cimentados, conversas até altas horas ou silêncio total, bebedeiras ou retiros religiosos, sombra farta ou campo aberto sem árvores, gramado ou areia, pias ou torneiras, nivelado ou inclinado, banheiro equipado e limpo ou simplão mesmo, papel higiênico fornecido ou levado de casa, numa barraca tecnológica caríssima ou numa improvisada, com quiosques de apoio ou não, permitido fogueiras ou nem pensar, quadras para jogos ou riacho calminho, pé na areia ou no mangue, pernilongos ou carrapatos, borrachudos ou escorpiões, funcionários sorridentes ou sequer funcionários, na boa; Daria para ficar escrevendo o dia todo o que pode-se encontrar em campings por ai.

O bonito do campismo no Brasil é justamente essa diversidade de espaços disponíveis. Há opções para todos os gostos, nos mais variados preços, localidades, estruturas, formas de campismo, etc.
Não vamos brigar e/ou torcer para transformar toda essa linda pluralidade em um único padrão. Afinal, o melhor camping é aquele que você gosta ! E pode ser qualquer um desse mais de 5 mil camping diferentes que temos ao nosso dispor.

Viva a liberdade de escolha.


#SomosTodosCampiratas


5 comentários:

  1. Excelente texto amigo, onde assino embaixo? Tenho seu blog em meus favoritos onde indicaram na página do Campiratas a tempos atrás. Se me permitir deixo aqui o espaço do meu também, onde trato de vários temas em especial o campismo em: https://rezenhando.wordpress.com/category/camping/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas palavras Antonio. Valeu pelo link, parabéns pelo blog.

      Excluir